Palmela - Tecnologia tailandesa chegou a Portugal e pode ser usada por qualquer pessoa.
11 de Dezembro de 2017
  • EAD
  • EAD

Palmela - Tecnologia tailandesa chegou a Portugal e pode ser usada por qualquer pessoa.
Bola extintora apresenta-se à proteção civil e bombeiros.

 

A bola extintora de incêndios, Elide Fire, apresentou-se publicamente à Proteção Civil e Bombeiros Voluntários em Palmela. A demonstração decorreu na empresa EAD – Empresa de Arquivo de Documentação.

 

A escolha do local não foi em vão. A EAD é uma empresa de arquivo de documentação sediada em Palmela há décadas e faz o armazenamento de papel. A bola extintora mostrou a sua eficácia na extinção de fogos em áreas confinadas e surpreendeu as autoridades competentes.

 

Para os engenheiros Carlos Caçoete e Lúcio Rabão, técnicos do Serviço de Proteção Civil da Câmara Municipal de Palmela “ver ao vivo a eficácia deste dispositivo permite-nos pensar onde pode ser aplicada”, referem.

 

Já o comandante da corporação de bombeiros de Palmela assistiu à demonstração e passou a conhecer este dispositivo de extinção autónoma que pode evitar o deflagrar de incêndios.

 

Para Paulo Veiga, Administrador da EAD “A área da segurança, em especial o combate aos incêndios é uma área fundamental e crítica para nós, por isso foi uma boa oportunidade para conhecer novos sistemas e novas tecnologias no combate aos fogos. Tratando-se de um sistema automático vai garantir uma segurança acrescida, com toda a certeza”, afirma.

 

A bola pode ser usada na extinção de fogos de materiais sólidos e líquidos inflamáveis, em incêndios com gases combustíveis e em equipamentos elétricos até 5000 volts, bastando atirá-la para o local do foco de incêndio. Na explosão emite sempre um sinal sonoro entre 120 e 140 dba (decibéis).

 

O agente ativo é um pó químico composto por monofosfato de amónio, que apaga fogos numa área de oito a dez metros quadrados e de volume entre 30 a 35 metros cúbicos, sem danificar os materiais e sem prejudicar o meio ambiente.

 

”Não sendo concorrente dos extintores, mas sim um complemento a este engenho em espaços fechados, a bola pode ser usada por pessoas com mobilidade reduzida, adolescentes e idosos, bastando atirá-la para o local em chamas”, explica Luis Vieira, sócio-gerente da Record Reference.

 

A tecnologia da Elide Fire surge, assim, como um complemento ativo e passivo aos extintores, isto é, pode ser manuseada por qualquer pessoa, com ou sem formação em extinção de fogos, e passivo, sendo aplicada num suporte próprio, colocado sobre um potencial foco de incêndio, extinguindo-o automaticamente.

 

(in http://www.rostos.pt/inicio2.asp?cronica=4001150&mostra=2&seccao=as-empresas&titulo=Palmela-Tecnologia-tailandesa-chegou-a)

 
logo_face