Mitos sobre vida saudável mas que se calhar não o são

O estilo de vida saudável está a ganhar popularidade, por isso existem inúmeras dicas sobre como fazer as coisas corretamente e os hábitos ruins que devem ser evitados.

Mas todos estes dados e recomendações são realmente úteis?
Apresentamos dados sobre 10 crenças de fãs do estilo de vida saudável que não são tão bons para o nosso corpo.
1 – Na mesa, melhor ficar de pé do que sentado.
Recentemente, uma informação percorreu o mundo garantindo que era muito melhor trabalhar de pé do que sentado na mesa do escritório. Mas a pesquisa realizada por cientistas americanos mostrou que se sentar não é pior do que ficar de pé. Também revelou que, durante o trabalho em pé, existe o risco de ter edemas e de sobrecarregar as costas. Para evitar danos à sua saúde, basta se levantar da mesa de vez em quando e fazer um pouco de movimento. Uma caminhada curta basta

2 – Glúten, o mau da fita.
Muitos estereótipos estão relacionados ao pão. Muitas pessoas acreditam que ele faz mal porque contém muitos carboidratos e, recentemente, o glúten também acabou sendo atacado. Mas, na realidade, não é tão perigoso. Devemos ter em mente que a intolerância a esse ingrediente afeta apenas 1% das pessoas. A maioria dos pães é uma fonte de carboidratos lentos, por isso o consumo afeta positivamente a condição do organismo (desde que a massa contenha uma boa composição).

3 – O mito dos ’detox’.
Vários complexos alimentícios, entre outras coisas, estão agora destinados a “purificar” o organismo. Mas talvez a crença da necessidade de limpar o corpo também possa ser atribuída a uma série de raciocínios falsos. O ser humano já tem os rins e o fígado, cujas funções são a eliminação de tudo o que está em excesso no organismo ou é prejudicial à saúde. Em resumo, nosso corpo simplesmente não precisa de desintoxicações adicionais.

4 – A casa der banho de um restaurante ou de um café tem muitas bactérias.
A maioria das pessoas usa as casas de banho de restaurantes ou cafés com um incrível nojo. Somos guiados pela lenda de que as casas de banho de uso público são os lugares em que se pode apanhar doenças. No entanto, isso não é verdade, porque a maioria dos vírus não é tão durável quanto muitos pensam: eles morrem assim que uma pessoa sai da casa de banho. Além disso, os cientistas apontam que a pele possui as defesas contra diferentes tipos de vírus. Além disso, em tais locais, a limpeza é feita regularmente. A única exceção nesta situação é a presença de feridas no corpo. Nesse caso, quanto mais cauteloso for, melhor.

5 – Nada mais saudável do que um sumo feito na hora.
Ao tomar sumo de laranja em vez de consumir a fruta, ela perde as fibras, embora não perca a vitamina C. Os sumos de laranja e de acerola, aliás, podem ser deixados de um dia para o outro que não perdem a vitamina.

6 – A gema é a parte inútil do ovo.
Pouco a pouco, o estereótipo das gemas de ovo está começando a ser desmentido, mas vale a pena explicar novamente. Durante algum tempo, acreditava-se que as gemas eram uma fonte de colesterol nocivo para o organismo. Mas, como mostram várias pesquisas, a quantidade de colesterol num determinado alimento não está totalmente vinculada ao nível de colesterol no sangue.

7 – É necessário tomar vitaminas regularmente.
Surpreendentemente, o consumo de vitaminas em comprimido não oferece nenhum benefício, uma questão demonstrada por numerosos estudos. Mas isso não significa que o corpo não precise de vitaminas. Uma pessoa saudável pode obtê-las na alimentação habitual, em frutas, verduras e legumes.

8 – É necessário prender a respiração para evitar ser atingido pelas bactérias de um espirro ou tosse.
Algumas pessoas têm o hábito de prender a respiração para evitar ser vitima de um espirro ou tosse. Mas, acredite: isso não te irá proteger. As bactérias são atiradas a uma velocidade de até 350 quilómetros por hora, então não faz sentido tentar escapar delas com tal gesto. Sim, é bom pedir para a pessoa em questão cobrir a boca ou espirrar em outra direção.

9 – Não se deve estalar os dedos
Muitas pessoas estão familiarizadas com esta afirmação, porque mesmo um leve estalo dos dedos provoca uma reação estranha nas pessoas ao redor, acompanhada das palavras clássicas de “terás problemas com as articulações, quando atingires a velhice”. Falso. O som é emitido por gases que estão comprimidos. Acontece que, quanto mais “estalares” os dedos, haverá maior quantidade desta substância e as chances de sofrer artrite no futuro serão menores.

10 – Não se deve aquecer os alimentos no micro-ondas
Esta confusão também é muito comum. Acredita-se que, ao aquecer os alimentos no forno de micro-ondas, eles perdem as propriedades nutritivas. Mas isso é falso. Cientistas da Universidade de Harvard (EUA) realizaram um estudo em que mostraram que, embora alguns nutrientes acabem sendo perdidos, isso não acontece por causa do aparelho, mas pelo próprio processo de aquecimento. Portanto, nessa situação, não encontrará diferença entre aquecê-lo tradicionalmente ou usando este aparelho doméstico.