A ideia foi criada por três publicitários de Barcelona mas a página oficial partilha trabalhos de artistas de todo o mundo.

Não tem nenhum espaço físico – apenas uma conta de Instagram. Mas é um verdadeiro museu online que partilha trabalhos de artistas de todo o mundo e de diferentes artes visuais sobre um único tema: o coronavírus.

Chama-se The Covid Art Museum e nasceu durante o período de quarentena pelas mãos de Emma Calvo, Irene Llorca e José Guerrero, três publicitários de Barcelona, Espanha.

O objetivo é, claro, mostrar a melhor arte que se faz pelo mundo sobre o surto de Covid-19 – seja através de desenhos, ilustrações, vídeos, animações ou fotografias.

Quando mais criativos forem, melhor. O The Covid Art Museum partilha diariamente novos trabalhos e funciona como uma espécie de arquivo que retrata o que vivemos, sentimos e expressamos durante os tempos de exceção que o mundo atravessa. São feitas várias referências ao uso de máscaras, à corrida ao papel higiénico ou à propagação rápida do vírus entre pessoas.

À revista espanhola “Yorokobu“, os três responsáveis pelo projeto explicam que são eles que selecionam as obras que expõe na página do museu online. Porém, essa escolha é feita a partir dos milhares de trabalhos que recebem diariamente, seja através do documento criado para o envio de trabalhos, das mensagens privadas para a conta ou através do email covidartmuseum@gmail.com. O critério de seleção é simples: escolhem as “obras produzidas durante a quarentena, que transmitam e reflitam o que estamos a viver e a sentir”.

“Recebemos mensagens de todos os tipos: muitos falam de amor e união; outros procuram aumentar a conscientização; alguns têm uma abordagem mais cómica e outros são simplesmente observações curiosas da nova realidade em que nos encontramos”, dizem os responsáveis pelo The Covid Art Museum.

(in https://nit.pt/coolt/the-covid-art-museum-ja-nasceu-primeiro-museu-online-dedicado-pandemia)