O grupo EAD investiu em soluções no âmbito da transformação digital, direcionadas para o setor da saúde. As soluções apresentadas vão desde a criação de software para registo até à prestação de desmaterialização de processo de doentes.

O grupo EAD, que atua no mercado da gestão documental em regime de outsourcing, anunciou o seu investimento em soluções de transformação digital direcionadas para o setor da saúde. Entre as soluções apresentadas encontra-se a criação de software para registo, classificação e encaminhamento de processos de doentes em formato digital ou analógico e prestação de desmaterialização de processo de doentes segundo “as melhores práticas nacionais e internacionais”.

O mais recente investimento recaiu sobre o Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), mais concretamente na digitalização de processos clínicos das unidades de pediatria. De acordo com a nota de imprensa, sabe-se que foram digitalizados um total de 150 mil processos e mais de três milhões de imagens.

A solução integrada apresentada pelo grupo tem como fundamento a instalação de “um software de gestão integrada de processos clínicos em unidades de saúde e hospitais que faz a referenciação dos mesmos por número de doentes e episódios clínicos, regista o fluxo de comunicação com o doente, incluindo o relatório de gestão com indicadores quantitativos e qualitativos”.

A digitalização dos documentos garante a autenticidade dos documentos e facilidade no acesso à informação clínica do paciente. Para além disso, aumenta a eficiência do trabalho e assegura a segurança da informação.

Para a organização do arquivo digital da CHUSJ, o grupo EAD contou com o apoio de 25 colaboradores para ajudar na “preparação e organização física e intelectual dos documentos”, na “digitalização com uso de uma mira técnica/escala de cor de digitalização e escala de medição” e para garantir o “controle de qualidade e validação final dos ficheiros”.

Paulo Veiga, CEO da EAD, explica que “o controlo e rastreabilidade destas operações, com total transparência para o cliente, através da solução desenvolvida, permitiu-lhe acompanhar o progresso das atividades em tempo real”. Destacando que “o outro ponto de excelência, foi a digitalização recorrendo às melhores práticas para efeitos da obtenção de um resultado o mais fiável possível de acordo com o original”.

Segundo a nota, o repositório clínico digital do CHUSJ contou com um investimento total de 1,6 milhões de euros, “tendo o software EAD um peso de 31% sobre o total”. Adicionalmente, o Ministério da Saúde saudou o projeto inovador garantindo que “será replicado em vários hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

O grupo EAD é composto pela EAD, a PAPIRO, a FINPRISMA e a EAD Roménia, e no ano passado registou uma faturação de mais de sete milhões de euros, e apresentou um resultado líquido de cerca de 400 mil euros.

(in https://pmemagazine.sapo.pt/grupo-ead-cria-unidade-negocio-para-setor-saude/?fbclid=IwAR0cXJCf5KnpnNPnxG7X4Sekx27RWnKdq44bFmz1VhvBacYdP8fXgcNpBAI)